STYLE

WEEKEND LOOK

Tem momentos em que me apetece apostar na cor e dar aquele toque divertido ao look. Os padrões florais conseguem trazer esse lado mais descontraído, feminino e até divertido, dependendo da segunda ou terceira peça que estiver a usar. Apesar de ter 36 anos, ainda gosto de dar, de vez em quando, aquele toque girly ao look. Não me sinto mais presa à minha idade, nem condicionada por este tipo de estereótipo. Sinto-me livre para usar o que realmente gosto e que me faça sentir bem naquele momento. No entanto, isso não quer dizer que eu vista tudo e mais alguma coisa, só porque está na moda ou é tendência. Por exemplo, não gosto de calções curtos, nem de minissaias, não porque isso esteja associado a uma idade mais jovem, nada disso, mas porque não faz o meu género. Simplesmente, não me identifico com esse tipo de peças. Agora, um vestido florido, girly, um biker jacket cor de rosa, porque não?! Já estou habituada que me digam que não pareço ter 36 anos… mas, nem todos os que me dizem isso, falam como se fosse algo positivo. Já me senti condicionada por essas observações… no passado, hoje não. Pareça ter 26, 30 ou 36, importante é gostar do que estou a usar e me sentir bem. Quando nos passamos a conhecer realmente, a ter confiança em nós, sentimo-nos livres para sermos quem somos e o que vestimos acabará por transmitir isso.

There are times that I really want to bet on color and give that fun touch to my look. Floral patterns can bring this more relaxed, feminine and even fun side depending on the second or third piece you are wearing. Despite being 36 years old, I still like to give that girly touch to the look from time to time. I do not feel trapped at my age, nor conditioned by this kind of stereotype. I feel free to wear what I really like and what that makes me feel good in that moment. However, this does not mean that I wear everything and anything else, just because it is fashionable or is trendy. For example, I do not like shorts or miniskirts, not because it’s associated with a younger age, nothing like that, but because it’s not my type. I simply do not identify myself with this kind of clothes. Now, a flowered dress, girly, a pink biker jacket, why not ?! I’m already used to being told that I do not look like my age… but not everyone who tells me this, speaks as if it’s something positive. I’ve felt conditioned by this … in the past, not today. When others are thinking that I looks like 26, 30 or 36, what matters is to like what I’m wearing and feel good about it. When we come to know ourselves well, to trust in ourselves, we feel free to be who we are and what we wear will eventually convey that.

Biker Jacket: Bershka
Dress: Karamel Collection
Funny Pack: Stradivarius
Booties: Primark
SunGlasses: Ascensão by Joana Vaz na Ergovisão

You Might Also Like

No Comments

    Leave a Reply